ADRA monitora Projecto Okulonga em Malanje

30/4/2019

ADRA começou desde segunda-feira (15 de Abril) as visitas de monitoria em Malanje, para avaliar o impacto das actividades do projecto Okulonga.

 

Participaram do encontro 104 membros, 57 mulheres membros de associações de Kituakifikile, Kudiva, Kima Mwenhu, 10 de Dezembro, comuna do Cota,aldeias de Mufuma, Selela e Tinta. Contou igualmente com a presença de oito técnicos da ADRA antena Malanje e Luanda que auscultaram os membros das comunidades sobre a implementação do projecto nestas localidades.

 

A senhora Maria Joaquim, membro da Associação Kudiva participou de duas formações no âmbito de Advocacia e Social e Políticas Públicas e afirmou que “este projecto veio nos capacitar as nossas mentes, tantas coisas que não entendíamos agora já estão claras”

Domingos Kioza, Chefe da Produção da aldeia Selela, disse “estamos em condições de discutir sobre as nossas preocupações e deixar nossas opiniões junto das administrações”

 

A mesma equipa após o encontro com as comunidades, seguiu até a sede do município de Kalandula para auscultar o Administrador municipal e os directores municipais da Educação, Saúde, Registos Civis sobre as implicações do projecto no município.

 

O Director Municipal da Educação de Kalandula, César João, aproveitou o encontro para afirmar a importância dos estudos que a ADRA está a realizar“temos muitas crianças fora do Ensino, estas pesquisas podem ser fundamentais para conhecimento de estratégias que possam minimizar este quadro”.

 

César João acrescentou ainda que “a comuna de Kwale tem 143 aldeias com apenas três escolas, cerca de dez mil crianças estão fora do ensino escolar”

 

“Este projecto está a ajudar os membros das comunidades a despertar sobre os seus Direitos e Deveres” finalizou.

 

Os participantes reiteraram a importância de uma sociedade mais participativa e consciente para resolução dos seus problemas.

 

De relembrar que o objectivo do projecto é contribuir para que as OSC e as associações com as quais trabalham influenciem na transparência,implementação e avaliação de orçamentos públicos e é financiado pela União Europeia, co-financiado pela NCA beneficiando 450 membros de oito municípios de Luanda e Malanje.

 

O programa de monitoria reserva ainda visita aos municípios de Kiwaba Nzoji e na sede da província, Malanje.

Download PDF

Partilha

1
FACEBOOK
2
TWITTER
3
YOUTUBE