Comunidades de Benguela debatem problemas locais

Quenatchi Flor
22/10/2018

Os diferentes encontros ao nível municipal e provincial (nas províncias de Benguela, Malanje, Huambo, Huíla e Cunene) são uma preparação rumo ao Encontro Nacional das Comunidades, que vai acontecer no fim do mês de Outubro, em Luanda. Entretanto, no dia 12 de Outubro, no salão nobre da UNTA, em Benguela, aconteceu o XXI Encontro Provincial das Comunidades de Benguela, tendo participado 119 pessoas dos quais 67 mulheres, entre quadros do governo provincial, administrações municipais e comunais, membros das associações e cooperativas, ONG's, autoridades tradicionais, entidades religiosas, partidos políticos, instituições de ensino, pessoas singulares, membros e quadros da ADRA Antena Benguela e da Sede.

As recomendações saídas do encontro não diferem muito das registadas nas outras províncias. Há carências básicas ao nível da prestação de serviços essenciais para a população (saúde, educação e as questões associadas ao desenvolvimento económico).

Sobre o Processo de criação das Autarquias em Angola recomendou-se que as organizações comunitárias devem continuar a promover acções de reflexão em torno do seu papel na implementação do processo autárquico.

As organizações da sociedade civil, em parceria com as administrações municipais, devem continuar a promover espaços de divulgação sobre as autarquias locais, fazendo recurso à língua local.

Os participantes elegeram o município da Baia Farta para albergar o XXII Encontro Provincial das Comunidades, em 2019.

O Encontro Provincial das Comunidades foi apoiado pelo Afrikagrupperna/Grupo África da Suécia (GAS) e União Europeia em Angola / European Union in Angola.

Partilha

1
FACEBOOK
2
TWITTER
3
YOUTUBE