images

A Acção Para o Desenvolvimento Rural e Ambiente-ADRA-Antena Benguela, está a promover um projecto denominado “Maternidade Rural”, financiado pela Emãos da Suécia, para que num período de seis meses, se possa avaliar o impacto da melhoria e integração das mulheres grávidas/parturientes no sistema formal de saúde.

A acçção que visa a entrega de kits de roupa de bebés pelas parteiras as famílias na altura do parto, nos hospitais comunais da Capupa, adicionado às capacitações e informação sobre saúde materno infantil, vai contribuir na redução do  número de partos fora do sistema formal de saúde, localizados no município do Cubal.

A coordenadora da ADRA no Cubal, Albertina Cláudia Francisco, disse segundo uma artigo da ANGOP, à propósito que, espera-se com a implementação deste projecto, a redução de casos de mortalidade e abortos nas comunidades em relação ao ano anterior (sem avançar dados ), bem como o aumento de mulheres rurais informadas sobre saúde materno infantil.

Por seu turno, o responsável da Saúde, na comuna da Capupa, Augusto Sayombo, considerou ser um gesto de capital importância para o sector, uma vez constituírem parceiras sociais que têm contribuído muito na resolução de certos casos com que se têm deparado.

Para ele, os kits entregues e a formação prestada, são ferramentas mais que suficientes para que se reduza os partos fora do sistema formal de saúde e desta fora se dê cobro aos casos de mortalidade e abortos no seio das comunidades.