Sede

Diversidade e estabilidade de doadores;
·  Existência de um financiador estratégico estável adequada ao papel da Sede que financia 43% das acções.
· A Sede recebe todos os recursos das PROMODES;
· Capacidade de geração de recursos próprios através das rendas e prestação de serviços;
· O caso da casa de passagem onde as despesas foram cerca de 26% maiores que as receitas forçando decisão de fechar e alugar o imóvel.

Malanje

· Excessiva dependência de um só doador onde, 64% dos recursos são provenientes da AECID;
· Redução da capacidade de geração de recursos próprios (importante observar que a antena não reportou os recursos provenientes da Casa de Passagem);
· Há preocupação por parte dos financiadores em relação à qualidade da intervenção e prestação de contas;
· Verifica-se a boa capacidade do núcleo de gestão.

Benguela

· Verifica-se instabilidade dos financiadores;
· Importante percentagem de recursos próprios;
· Financiadores reticentes com relação à qualidade da intervenção e qualidade da prestação de contas;
· Cerca de 30% dos financiadores se retiraram em 2010.

Huíla

Verifica-se uma diversidade de financiadores;
· Existência de um financiador (NOVIB) que apesar de aportar 40% dos recursos da antena apresenta-se bastante estável e estratégico;
· % Aceitável de fundos locais.

Huambo