ADRA-Benguela apoia a reabilitação de três perímetros de regadio na Ganda

27/8/2021 6:07 PM

A equipa da Antena Benguela efectuou uma visita, no dia 13 de Agosto, à aldeia de Jengula–Katamba, comuna do Casseque, município da Ganda para constatar o andamento da obra de reabilitação de três perímetros de regadio.

O Ano Agrícola 2020/2021 foi marcado por uma estiagem que comprometeu a produção agrícola dos camponeses causando vários problemas sociais e económicos nas comunidades, com destaque para a insegurança alimentar das famílias sobretudo os residentes no meio rural.

A situação deveu-se ao facto da actividade agrícola exercida pelos camponeses ser dependente das chuvas.

Pedro Kassawa, secretário da cooperativa Jengula, afirma que “o ano passado perdemos tudo por causa da seca, cultivamos 300 hectares de produtos diversos e pretendíamos colher mais de 700 toneladas, mas colhemos menos de 50 toneladas, tudo por confiarmos na chuva.”

A ADRA, com vista a minimizar tal situação, vai apoiando as comunidades da Ganda, das aldeias da Chicuma, Katamba e Kassamba, ambas da comuna do Casseque, na reabilitação dos seus perímetros de regadio.

Pedro Kassawa agradeceu o gesto da ADRA, e assegurou que “este ano já não teremos fome aqui na Katamba porque com chuva ou sem chuva vamos produzir.

Para a coordenadora do Grupo de Mulheres da Cooperativa Jengula, Margarida Yondaka, não faz sentido a comunidade ter problema de fome por falta de chuvas.

“A nossa fazenda está no meio de três rios, por isso é que nos chamamos de cooperativa “Entre Rios de Jungula”, mas ainda assim estamos a morrer de fome por causa da seca quando temos rios que nunca secam. Isso é brincadeira, a água está mesmo a passar sozinha, mas ninguém faz nada, me dói”.

Margarida Yondaka contou como a irrigação era feita no passado.

“Antigamente o colono já tinha estas ideias de construir açudes. Não precisamos inventar, é so mesmo copiar aqui o de bom que outros já faziam”.

Para concluir a líder afirmou que “esse projecto vai nos ajudar muito mesmo, o que a ADRA está a fazer na nossa aldeia não temos palavras para vos agradecer”.

O trabalho de reabilitação das zonas de irrigação está a ser feito com esforços conjugados das próprias comunidades e da ADRA e, uma vez concluído, vai permitir a irrigação de mais de 300 hectares, onde se prevê por exemplo, a colheita de 36 toneladas de feijão em mais de 20 hectares até o final do mês de Setembro.

ADRA | Mais de 30 anos construindo caminhos para a Cidadania e Inclusão Social em Angola
Fazer Download