Camponeses da Cacula recebem seis toneladas de sementes para a campanha agrícola 2021/2022

13/1/2022 3:48 PM

Centenas de camponeses do município da Cacula, província da Huíla, têm reforçadas as suas capacidades produtivas para a campanha agrícola 2021/2022.

O reforço à produção local deve-se à distribuição de seis toneladas de sementes de milho, massango, massambala e feijão, a 27 associações de camponeses, no âmbito da implementação da componente de inclusão produtiva do Projecto Kwenda, uma iniciativa do Estado no âmbito do Programa de Fortalecimento da Protecção Social em Angola (Kwenda), operacionalizado pelo FAS – Instituto de Desenvolvimento Local.

Os seis mil quilogramas de sementes diversas serão cultivadas pelas associações beneficiadas, numa extensão total de 485 hectares, com uma previsão de colheita de 339 toneladas destas culturas.

Para o representante da Associação do Vissassa, Augusto Mango, esta iniciativa é uma oportunidade para os camponeses locais aumentarem as suas produções, de modo a contrariar as perdas do ano agrícola anterior causadas pela escassez de chuvas.

“Estamos felizes ao receber as sementes de feijão frade, feijão (macunde), milho, massambala e massango, visto que em 2021 tivemos uma carência de insumos agrícolas quase a nível de todo o país, então vamos agora cultivar a terra e pedir para termos chuvas para que essas sementes possam brotar”.

Segundo Maria da Conceição, uma das beneficiárias do Projecto, da plantação feita no ano agrícola anterior, a colheita apenas serviu para o consumo. “Não restou nada para servir de semente para esse ano agrícola, por isso, agradecemos a ADRA e ao FAS pelo apoio que nos foi dado”, disse.

Durante o acto de entrega das sementes realizado recentemente, a administradora municipal da Cacula, Carmem Maria Duarte, apelou aos produtores a não comercializarem nem a consumirem as sementes distribuídas, mas a darem o melhor de si no cultivo para assegurar a alimentação das famílias e a criação de reservas para sementes.

“A ADRA não vai cobrar as comunidades o retorno destas sementes, o que a ADRA deseja é que os grupos trabalhem com essas sementes, no sentido de produzir mais para que sirvam como fundo rotativo na comunidade”, afirmou o Director da ADRA Antena Huíla, Simione Chiculo.

O Kwenda é um programa que visa apoiar as famílias em situação de pobreza e vulnerabilidade no País. Avaliado em 420 milhões USD, é financiado em 320 milhões USD pelo Banco Mundial, sendo os 100 milhões USD, provenientes do Tesouro Nacional. O Programa é baseado em quatro componentes: transferências sociais monetárias, inclusão produtiva, municipalização da acção social e o reforço do Cadastro Social Único.

Fazer Download